Coreografia “Espelhos Mágicos”

09/02/2011 12:44

Autor: Musica-Oficina G3 (acústico) Encenação-Pastor Eli Müller
Tema: Páscoa
Personagens: Número indefinido de participantes
Tempo aproximado: Ver tempo da música minutos
Sinopse: Música encenada para a Páscoa.

Todos com tecidos soltos nos braços, passando por trás do pescoço, em posição de origem (agachados com as mãos nas canelas). Ao iniciar a música vão como se estivessem nascendo. Os integrantes todos de preto, exceto um, vestido como Cristo que continua na posição inicial, a este coloca uma espécie de cortina aos pés que será levantada (tecido jogado ao chão em linha reta que passe a altura de Cristo). Começam a flutuar até começar a letra da música.
Os homens e seus espelhos mágicos Nada vêem além de si mesmos
Pegam espelhos que estarão em um local determinado de fácil acesso. De preferência em locais diferentes. Se olham neste espelho
Se esqueceram daquele que um dia Esteve entre nós, formam uma barreira de costas para Cristo.
e que veio cumprir
Cristo levanta.
Segundo já estava escrito.
Os personagens colocam os espelhos nos locais.
Nasceu, sofreu, morreu por nós Seu sangue la na cruz derramououououooo ::Nasceu, sofreu...:: Fazem de conta que pregam Cristo na cruz. Pode ser usada uma cruz imaginara de tecido ou então uma de madeira, a qual Jesus segura com as mãos. Podendo também ter uma cruz fixa, em cavalete ou armação nos pés da cruz. (usarei esta última no resto da encenação)
Os homens e seus espelhos mágicos Só vêem um Cristo vencido em dor.
Afastam-se e olham com ar de vitória, Cristo fica pregado. Dois ficam parados ao lado de Jesus, levantam a cortina que estava no chão, caso a cruz não esteja fixa seguram-na também. Neste momento Cristo sai dali. Se houver um local para ele se esconder é perfeito, senão ele fica ao lado olhando. Se houver local, por exemplo, atrás do altar ou púlpito, se esconde.

Não conhecem a cruz vazia,
Solta a cortina que escondia a Cristo. Se não for fixa seguram-na. Está vazia
mas ressuscitou. E nem o toque de vida do filho do amor
Cristo vem de seu esconderijo, caso não tenha, começa a caminhar em direção a congregação. Se estava escondido aparece, e todos os outros caem.

Nasceu, sofreu, morreu por nós Seu sangue la na cruz derramououououooo (2x) ::Nasceu, sofreu...::
Se dirige a congregação com ar de simplicidade, mas alegria. Volta os olhos para os outros que estão caídos. Começa a levantá-los calmamente. Segue levantando


Na cruz lutou, na cruz venceu E sua vida nos deu Pra que a vida estivesse em nós Estivesse em nós.
Levanta a todos até este momento. Durante o toque caminham aleatoriamente. Cristo fica no centro parado.
Nasceu, sofreu, morreu por nós Seu sangue la na cruz derramououououooo
Ao iniciar a música colocam-se um ao lado do outro de mãos dadas. Levantam como vitória.
Nasceu, sofreu, morreu por nós Seu sangue la na cruz derramououououooo
Fazem uma coreografia, agachando no “nasceu”, levantando no “morreu”, ar de sofrimento no “seu sangue lá na cruz”.

Na cruz lutou, na cruz venceu e sua vida nos deu para que a vida estivesse em nós. Estivesse em nós. Estivesse em nós.
Para finalizar, Cristo faz uma pose como se estivem dizendo vinde a mim e os outros se achegam aos seus pés.